R. Philipp Bauller, 420 - Testo Salto, Blumenau - SC, CEP 89074-300
  • Central de Atendimento
  • (47) 3327-7192
  • (47) 3306-3945
20 de maio de 2020

As 5 classes de incêndio e como combatê-las

 

Os incêndios são tragédias que podem ocorrer em todas as partes do mundo, seja por acidente ou mesmo propositais. Mas, uma coisa é certa, eles são mortais e, muitas vezes traumáticos para quem já passou por uma situação dessas.

Estar em meio as chamas, creio eu, deve ser uma situação assustadora e desesperadora. Infelizmente, muitos desses incêndios acabam por dar muito trabalho as equipes do corpo de bombeiros.

Felizmente, os profissionais capacitados estão sempre disponíveis para nos socorrer quando a emergência chegar. Mas, você sabia que pode ajuda-los?

Além disso, você pode prevenir os incêndios usando alarmes, veja aqui a importância deles

Em algumas ocasiões, saber como combater um incêndio quando ele estão em seu ponto inicial pode evitar uma tragédia maior ainda. Conheça agora as 5 classes de incêndios e como combate-las.

Classe 1: Materiais sólidos

Nesta primeira classe de incêndio, o incêndio foi ocasionado pela incendimento de materiais sólidos altamente inflamáveis como algodão, borracha, papel e madeira.

Resfriar o ambiente é a melhor forma de combate-los, para isso, usa-se os extintores de água, espuma mecânica ou pó químico. Ambos são capazes de resfriar o ambiente.

Classe 2: Líquidos, gases e sólidos

Como está no titulo, a segunda classe de incêndio é composta por materiais líquidos, gasosos e sólidos que se liquefizeram. Nesse classe entram os materiais querosene, tinas e graxas. 

Para combate-los o melhor é utilizar extintores de pó químico ou gás carbônico. E se necessário, em certos casos, o extintor de espuma. Os extintores a base de água não fazem o efeito desejado.

Classe 3: Eletricidade

Um dos motivos de incêndio mais registrados no pais são os curto-circuítos provenientes de aparelhos eletro eletrônicos. Neste caso, o uso de água é totalmente repudiado, por se tratar de um equipamento elétrico.

Os extintores de pó químico e gás carbônico são os mais indicados para essas ocasiões.

Classe 4: Metais

Os metais também podem pegar fogo, no geral, os metais pirofóricos. Nesse tipo de metal, entram para a lista o selênio, sódio, zinco e magnésio. 

Cada material é diferente um do outro, obviamente. Cada um deles tem um extintor de pó químico adequado.

Classe 5: Acidentes de cozinha

Quando se manuseia óleos e gorduras, tem sempre o risco de você, ou se queimar, ou botar fogo na banha. São materiais altamente inflamáveis e todo o cuidado é pouco.

E isso não é um risco que apenas vocês em casa estão correndo. As cozinhas dos restaurantes também estão na lista de ambientes cujo risco de acidentes com grelhas, assadeiras e frigideiras são uma realidade.

Para esses casos, é recomendado o uso de extintores a base de uma solução especial de Acetato de Potássio diluído em água.

Os materiais e seus extintores

  • Papel, madeira, tecido, borracha e fibras – extintores de água, espuma, ABC e FE36;
  • Gasolina, querosene, óleo, solventes – Extintores de espuma, CO2, BC, ABC e FE36;
  • Equipamentos elétricos energizados – Extintores de CO2, BC, ABC e FE36;
  • Pó de alumínio, magnésio, zircônio, potássio, titânio – Extintor Classe D;
  • Óleo, gordura – Extintor Classe K.

Método de extinção dos incêndios

Além dos extintores, um método conhecido para extinguir um princípio de incêndio é o abafamento. Geralmente, apenas serve para pequenos incêndios, onde facilmente é possível cobrir o local em chamas, evitando assim que o ar receba oxigênio e, em seguida, se apague.

Para isso, pode-se usar um tecido, potes e vasilhas, extintores de espuma química ou mecânica.

Vai utilizar um sistema de alarme de incêndio? Veja o que não pode faltar nele

Conclusão

Todo ano, um número considerável de incêndios acontece no Brasil, muitos são provocados de maneira acidentalmente, como panes elétricas ou curto-circuitos. Mas, além disso, muitos outros acontecem propositalmente.

Independente da situação, é preciso que saibamos como agir para evitar que as chamas se alastrem e causem danos maiores até que os profissionais cheguem para controlá-lo e, por fim extingui-lo.

Agora você já sabe quais são as classes de incêndio e como combate-las.

20 de maio de 2020