R. Philipp Bauller, 420 - Testo Salto, Blumenau - SC, CEP 89074-300
  • Central de Atendimento
  • (47) 3327-7192
  • (47) 3306-3945
25 de março de 2020
Categorias Dicas

Por que fazer o aterramento das suas instalações elétricas?

30Aterramento

A utilização de equipamentos elétricos requer atenção e algumas medidas podem ser tomadas para evitar acidentes. O aterramento de instalações elétricas serve justamente para evitar desequilíbrios na tensão elétrica das mesmas.

Provavelmente você já tentou manusear algum equipamento elétrico revestido de metal e foi surpreendido com um choque ao tocar nele, correto? Se isso já aconteceu com você, saiba que a instalação elétrica que este equipamento estava conectado não possuía um sistema de aterramento, isso pode ser perigoso.

O que é o aterramento?

Em suma, aterrar um sistema elétrico significa conectá-lo à terra. Parece literal demais, mas a realidade é que em uma residência, por exemplo, conectar a sua instalação elétrica à terra pode evitar descargas elétricas. Assim, consequentemente, proteger a integridade dos seus eletrodomésticos, dos utensílios elétricos e das pessoas.

E não é só nas residências que o aterramento é importante. Sistemas de maior porte, podem ter até problemas no seu funcionamento se o aterramento não for feito da maneira correta. Sistemas que trabalham com alta tensão precisam deste sistema para funcionar e garantir a integridade das pessoas que o operam.

O terceiro pino

Um exemplo comum e que com certeza você já presenciou no seu dia a dia é o terceiro pino na tomada de alguns aparelhos elétricos. Este pino é justamente o que chamamos de terra. Se a sua casa tiver um sistema de aterramento devidamente instalado e conectado às suas tomadas, este pino central servirá como conexão entre o seu aparelho e a terra.

Este é um fator importante e que nem sempre é devidamente valorizado pelas pessoas que tem menos paciência e removem este pino. Ele pode ser a grande salvação em caso de um desequilíbrio na tensão, evitando que o seu aparelho queime ou dê choque em quem o manuseie.

Como o aterramento é feito?

Apesar de parecer simples, conectar a sua rede elétrica à terra, o aterramento precisa ser planejado e executado por profissionais qualificados para que entregue a devida segurança. 

Em geral, o aterramento é feito com a conexão de todo o sistema elétrico a um único ponto de aterramento. É interessante que esse ponto seja único para não haver diferenças de tensão e para que a proteção seja realmente efetiva.

Além disso, o sistema de aterramento deve ser planejado e executado durante a fase de projeto de uma obra. Antes de iniciar a construção de uma casa, um escritório ou até mesmo um prédio, o aterramento precisa fazer parte do projeto elétrico. Provavelmente você já percebeu uma casa ou um escritório sem este sistema, isto acontece com frequência em obras que não possuem um estudo e que, provavelmente, não tiveram o projeto e o acompanhamento executados por um profissional adequado, geralmente um engenheiro.

Mesmo em sistemas elétricos sem aterramento, é possível realiza-lo posteriormente. Para tal serviço, procure um profissional capacitado na área elétrica para avaliar o ambiente a ser aterrado. Este profissional é quem terá o conhecimento necessário para dizer o que pode ser feito, como deve ser feito, em quanto tempo e quanto vai custar. Serviços deste tipo também exigem a compra de materiais específicos e é ele quem vai dizer o que precisa ou não.

Eletricidade não é brincadeira

Apesar de ser algo do nosso dia a dia, que utilizamos a todo momento, a eletricidade merece cuidados e precauções para que não se torne um problema. Equipamentos tão úteis no nosso dia a dia podem se tornar um risco caso sejam conectados a uma rede não segura.

Além disso, sistemas elétricos sem aterramento estão suscetíveis a curtos-circuitos e desequilíbrios de tensão, além de estarem vulneráveis a descargas de maior porte, como um raio, por exemplo. Mantenha-se sempre precavido e procure os profissionais adequados para garantir a sua segurança.

25 de março de 2020
Categorias Dicas